22/07/2010

Naturalmente Azul

Momentos são estes de transformação e mudança, o céu muda todos os instantes, será este à amostra de Deus.. e que devemos sempre mudar; mudar sem perder sua essência, assim como o céu sempre e naturalmente é azul, ou negro dependendo da forma como se vê.

Tudo se encaixa na sua forma, forma esta que o destino molda a sua maneira, sentimentos que nunca pensara antes em ter surgem, o ser é um 'besta' ou apenas isto é prova que a evolução transformou o ser antes com instintos de matar para viver em um ser emocional, ou talvez sempre tenha sido e os instintos nunca mudaram.

A que ponto nos bloqueamos a resistir as palavras, a entrega do que se pensa, compartilhar e defender será assim tão chato?. "Se amanhã não for nada disso, caberá só a mim esquecer e eu vou sobreviver, o que eu ganho e o que eu perco ninguém precisa saber..."

17/07/2010

Efeito Dominó

Estava eu um dia desses conversando com uns amigos, falando sobre como convivo com o 'mundo' e não sei se por contradição ou a forma de usar minhas palavras veio a exclamação (!)"e você diz que se ama?!" e só então é que você para num fim de noite pra pensar em tudo, no meu caso como as coisas acabam acontecendo muito rápido (nem tanto) quando cheguei em casa pensei "não tem jeito mesmo" (reação de um (puro) ariano). Se você já leu algum outro post escrito com meus pensamentos já deve ter percebido que a coisa é caótica mesmo, como a teoria do caos, tudo que eu faço e vivo é uma reação de uma escolha feita, de um caminho que segui (nem sempre pelo querer) porque tinha que ser; e não adianta dizer que não existe essa coisa que 'tinha que ser' por muitas vezes tem que ser feito dessa forma; a minha imagem é você que faz mas a vida sou eu quem vivo, só que busquei fazer essa imagem, seguir esse padrão assim como você, a diferença é que eu sei disso e você, ainda está cego ou não quer mudar?.
Ah! você quer saber se eu me amo? me disseram que seu eu planto "Acho" colherei um monte de "Se" ou vice-versa, o "Talvez" também kkk, mas direi que 'acho que sim' e que a questão está diretamente ligada a minha felicidade e se serei feliz, como eu não sei disso, disse a mim mesmo que eu teria que sobreviver assim mesmo, mesmo sabendo que demore muito, muito pra que eu seja feliz; e com isso não quero dizer que não esteja agradecido pelo que tenho na vida, mais é que a felicidade é uma questão a parte.

Existem pessoas que nasceram pra transformar o mundo, não vivem no padrão que o mundo é feito antes mesmo de nascer, 'mafias' que existem desde que o mundo é mundo, essas pessoas são massacradas, vivem em revolução constante contra todos e contra si mesmo, muitos desistiram, calaram-se com o tempo ou morreram pelos seus ideais de mundo; valeu a pena?. É fato que tudo mudou, os tempos são outros, o modo de adaptação continua mudando, já em relação ao padrão ele é o mesmo; talvez sejam anjos e demônios! mais quem é anjo e quem é demônio? diga você! a ordem muda o resultado e eu não me atrevo neste momento a dizer. Se eu sou um desses? pena que não sou um X-Men rsrs

08/07/2010

"O Planeta dos Macacos" volta às telas em 2011

As filmagens do novo filme Rise of the Apes (ainda sem titulo no Brasil) está marcado para começar neste Verão (Hemisfério Norte), e estreará nos cinemas dos EUA no dia 23 de novembro de 2011, 43 anos depois do lançamento do original; os atores John Lithgow e Freida Pinto acertaram a participação, projeto da 20th Century Fox que será estrelado por James Franco.


Com direção de Rupert Wyatt (A Escapada), o filme será um espécie de prólogo de O Planeta dos Macacos, onde um cientista (Franco) que busca a cura do Mal de Alzheimer, faz testes em macacos e acaba tendo um envolvimento maior com uma das cobaias, dando início a uma complicada trama já conhecida do público.
Lithgow será o pai dele, vítima da doença, e Pinto fará o papel de uma especialista em primatas. Rise of the Apes será uma história de origem ambientada na São Francisco dos dias atuais.
A trama servirá de alerta metafórico sobre os perigos da engenharia genética. Mostrará o desenvolvimento da inteligência em símios e como isso iniciará uma guerra pela supremacia do planeta.

Nada mais justo ficarmos sabendo algumas coisas sobre os 'Macacos Evoluídos'.



Vamos pelo começo... tudo aconteceu a partir da adaptação do romance de Pierre Boulle, La planète des singes. Planet of the Apes teve sua estreia em 8 de fevereiro de 1968 em Nova York, muito bem aceito pelo publico rendeu a Fox um lucro de US$ 34 milhões (custo de US$ 6 milhões). Estrelado pelo ator Charlton Heston, o enredo se baseia na experiência de um astronauta sobrevivente de uma missão espacial, que aterrissa em um planeta igual à Terra e descobre que uma raça de macacos falantes domina e escraviza seres humanos, que são mudos. A cena final do filme é antológica e marcou a história do cinema sendo o filme considerado um libelo anti-Guerra Fria. O filme teve quatro sequências: 
De Volta ao Planeta dos Macacos / O Segredo do Planeta dos Macacos, 1970;
Fuga do Planeta dos Macacos, 1971;
A Conquista do Planeta dos Macacos, 1972;
Batalha do Planeta dos Macacos / Batalha pelo Planeta dos Macacos, 1973.
Nenhuma alcançou o êxito do filme original. Além da franquia cinematográfica, nos anos 70 o filme foi adaptado ainda para a televisão (série televisiva), desenhos animados e quadrinhos.




O filme possui várias diferenças da obra original:
  • O herói não é um jornalista francês chamado Ulysse Mérou, mas um astronauta americano chamado George Taylor.
  • Os humanos usam roupas feitas de peles de animais, enquanto no livro estão nus.
  • A tecnologia da sociedade símia é bastante primitiva no filme. No livro, os macacos tinham equipamentos como carros, helicópteros, televisões, etc. A decisão de fazer o filme assim foi tomada pela produção para poupar gastos.
  • No filme, os macacos falam inglês, enquanto no livro falam uma língua completamente diferente. Ulysse tem que aprendê-la até poder se comunicar com os macacos, enquanto no filme, Taylor sofre um ferimento na garganta e não pode falar até se curar.
  • No filme, o planeta dos macacos é a Terra, enquanto no livro é apenas um similar a esta.

Em 2001 foi refilmado por Tim Burton, com o conteúdo parcialmente modificado. O filme conta a história da chegada do astronauta Leo Davidson em um planeta habitado por macacos humanóides inteligentes. Os macacos tratam os humanos como escravos, mas com a ajuda de uma macaca chamada Ari, Leo inicia uma rebelião. É estrelado por Mark WahlbergTim RothHelena Bonham CarterMichael Clarke DuncanPaul Giamatti e Estella Warren. A produção de Burton faturou US$ 180 milhões pelo mundo.