04/06/2011

Armaduras

E eu que já estava com as mão vazias?! só tinha o meu abraço a entregar..
Quando acordei meio atormentado, estava ali sentado e pensativo..
as respostas para os 'porquês' dos próximos tempos eu não tinha, só tinha meu sorriso e meu silêncio para esperar dias melhores; não me falta nada (?).

Me deixa tão livre, que é quase impossível a insegurança não me acompanhar..
Muito tempo sofri por não saber as defesas que deveria ter; só eu vi minha armadura, vesti-a.
Estar na defensiva é um estado que está impregnado a luz do sol e da lua; nunca sei quando descansar.

Aprendo com cada conversa, com cada minuto de atenção
Sou incapaz de dizer as palavras mais importantes, mas capaz de machucar com as mais simples; entendo aos poucos.
Olho para mim, vejo aquele que me acompanhará até meu último dia, vejo aquele que sou, sou aquilo que sinto.


(Proud - Susan Boyle ♫♪)
Postar um comentário