27/11/2011

Igualando-me

Sempre me perguntei o que era certo a fazer e como fazer para que não me traísse como ser humano e nem ferisse as pessoas com quem eu sempre me importei, vi que neste caminho sempre fui condenado por displicência pela forma como lido com cada situação, outras tantas apenas observado, vigiado e visto com um olhar de repreensão ou outras vezes, mesmo sem palavras, de apoio.

Ou vejo o horizonte ou olho para onde estou pisando.. Me coloco em vários lugares ao mesmo tempo e assim vejo de formas diferentes do que veria se apenas visse de onde vejo.

Problemas.. sempre existirão! isso é a vida, ainda não percebeu?! Você consegue rir de uma piada todos os dias? e sofrer pelo mesmo motivo???
Postar um comentário