21/12/2011

Espelho Humano

Eu poderia sentir raiva, sim, podia;
Eu poderia sentir magoa, sim, podia;
Eu poderia destruir tudo, sim, podia..
Mas estava imensamente maior que tudo o que poderia me diminuir, estou longe de ser perfeito, mas a fé que há em mim me disciplina, me faz crescer.. explodir?! sim também existem esses momentos..

Eu posso amar, sim.. posso, quero, devo;
Eu posso demonstrar, sim, eu posso? eu quero, eu devo?
Eu posso evoluir, sim, eu quero..
Mas sou como um espelho, porém, deveria parar de refletir e só um pouco perder a noção desta visão.

Minhas páginas não dirão nada ao seu coração, pois não soa. Ao mesmo tempo que minha doação de afeto não tem cobrança, minhas palavras também não têm, elas têm um sentido totalmente singular, nelas se encontram o reflexo do que ficou dentro de ti.
Postar um comentário