21/01/2012

Paciente

Foi uma semana difícil, mas quem não teve uma semana difícil?
Perdi a voz, não cantar é como um castigo;
Perdi o raciocínio para escrever, como um bloqueio para que o que eu estava sentindo nestes dias ficassem lá, nestes dias, como algo para ser sagrado ou esquecido.

Entre tantos pensamentos e poucas horas em pé ou sentado, acabo que por amnesia, uma escolha para com as novas horas que se seguem.

Eu só sentia dor, só concentrava-me na dor, e no momento em que os analgésicos faziam efeito mergulhava em um sono merecido, merecido por estar vivo. Entendo em partes que a dor ajudou, ela fez com que eu olhasse para quem estava me sustentando, mostrando quem sentiria todas as dores até o fim; ninguém quer sentir dor, os remédios ajudam mas nem sempre curam.

Ninguém quer saber como você se sentiu, ninguém.
Postar um comentário