21/07/2012

Te Espero na Próxima Esquina

E a vida pode sim te pegar na esquina.. Não adianta tentar desviar por outra rua, volta e meia eis que o que você não esperava te pega de forma que a reação é tardia, os pensamentos são presentes mas os efeitos se tornam passado.

Sabe aquela frase "dou um boi para não entrar numa briga"?! pois bem, é meio assim que trato certas situações, difícil mesmo é lidar com as situações cômodas, aquelas que você não precisa argumentar, olhar, levantar, correr, bater ou insistir.. Meio que pisar no meu calo faz-me levantar, meter a cara, e estar para o quer der e vier.

Agiu como inconsequente? concerte, cresça..
Mania a nossa de culpar o destino, e até culpar deus por nossa forma de pensar e agir.

_______________________
A seguir uma breve história sobre um crime..

A Semente dourada


Era uma vez um homem pobre e faminto que roubou uma fruta no mercado. O vendedor mandou prendê-lo e levou-o diante da decisão judicial. 
O ladrão disse em sua própria defesa: "Se você me perdoar, eu lhe darei um presente maravilhoso."
O juiz replicou asperamente: "O que você pode ter para selar esse acordo?"
O ladrão tirou do bolso uma pequena semente. "Quando ela for plantada dará frutos de um dia para o outro. Ela dará frutos de ouro."
Então o juiz insistiu que ele plantasse a semente.
"Eu não posso", disse o pobre homem. "Ela só pode ser plantada por alguém que nunca roubou, nunca enganou ou mentiu. Senhor, o senhor terá a honra de plantar a semente."
O magistrado-chefe balbuciou e murmurou: "Eu não cultivo plantas. Dê a semente para meu sumo prelado". 
O prelado recusou dizendo: "Eu não sei lidar com plantas. Dê a semente par meu comissário de julgamentos".
Um por um, todos os funcionários da corte se recusaram a plantar as sementes. Cada um deles ficou em silêncio.
Finalmente, o ladrão falou: "Deverei ser punido por roubar uma fruta quando eu estava com fome, se nenhum de vocês é capaz de plantar esta semente. Isto é justiça?"
O magistrado o libertou.

Mellon, Nancy - Corpo em equilíbrio: o poder do mito e das histórias para despertar e curar as energias físicas e espirituais - São Paulo, Cultrix 2010

08/07/2012

Parecendo Louco

Meus sentimentos são verdadeiros exageros, verdadeiros extremos.. mas verdadeiros. Nos seus olhos eu pude ver que estava ao meu lado tudo que eu queria, ganhava um presente a cada sorriso e mesmo parecendo louco, eu estava louco.

Nesse vai e vem das horas eu nem vejo o perigo que corre os ponteiros do nosso relógio, percebo e vejo que de longe nem tudo parece tão pequeno. Durante o investimento que faço com o social, invisto paciência, troco horas de vida por horas de velhice ao seu lado; hoje estou saudável, estou verde no cacho, estou assim parecendo louco, sendo louco.

Numa alegria meio que pela bebida ou pela companhia, liberdade é o que se sente, rindo sem se preocupar.. e mesmo que distante fico feliz por estar feliz, fico feliz por me fazer feliz, parecendo louco, loucamente.

Cena do filme: "UP - Altas Aventuras" (2009)

06/07/2012

Contos da Infância

Certo dia, um rapaz desiludido resolveu seguir o exemplo dos "contos da infância".

Colocou-se frente ao seu espelho e perguntou:

Querido espelho, olhe para mim e me diga: Existe alguém mais infeliz do que eu?

Cena do filme: "Branca de Neve e o Caçador" (2012)
Com certeza, respondeu o espelho, existe alguém mais triste que tu neste momento. E este alguém sou eu.

O rapaz olhou espantado.
Não esperava que um espelho falasse, e ainda contra ele.

Mas o espelho prosseguiu:
Tu não imaginas a dor que eu sinto ao ver, no meu reflexo, uma pessoa que deixou seus problemas tomarem conta de sua vida, que não tem mais vontade de lutar e principalmente que não consegue ver dentro de si as suas qualidades suas capacidades, seu talento.

Queria que estivesse no meu lugar pra ver.

Tu és uma pessoa tão inteligente, que fala para todos que tem um Deus, e tantas vezes falou do amor de Deus, agora se mostra tão derrotado. Deus é tão pequeno assim em tua vida para que tu te sintas tão inferior assim?

É pena que tu não vejas através de mim toda a tua facilidade em lidar com as pessoas, o quanto é expressiva a tua voz e tua palavra, quanto teu coração é forte, e o quanto as pessoas te amam. Olhe para ti! Levanta essa cabeça, pois dificuldades todos temos, assim como todos guardam dentro de si algo especial para dar, a capacidade de tornar a própria vida prazerosa.

Quantas são as pessoas que gostariam de ser como tu és: saudável, inteligente e com toda a vida pela frente! E, no entanto, muitas delas são felizes e agradecem a Deus pelas suas vidas! Use a tua sensibilidade ela é essencial para a vida.
Motive-se: ao acordar pela manhã, pense algo do tipo: "hoje meu dia será produtivo, alegre e cheio de vida, pois tenho Deus comigo". Faça isso com amor no coração e concentre em teus objetivos.
De hoje em diante, quero ver outra imagem refletida em mim.
Uma imagem de alegria interior.

(Autor Desconhecido)

05/07/2012

Vampiros - Martha Medeiros

Eu não acredito em gnomos ou duendes, mas vampiros existem. Fique ligado, eles podem estar numa sala de bate-papo virtual, no balcão de um bar, no estacionamento de um shopping. Vampiros e vampiras aproximam-se com uma conversa fiada, pedem seu telefone, ligam no outro dia, convidam para um cinema. Quando você menos espera, está entregando a eles seu rico pescocinho e mais. Este "mais" você vai acabar descobrindo o que é com o tempo. 

Cena do filme: "Da Magia à Sedução" (1998)
Vampiros tratam você muito bem, têm muita cultura, presença de espírito e conhecimento da vida. Você fica certo que conheceu uma pessoa especial. Custa a se dar conta de que eles são vampiros, parecem gente. Até que começam a sugar você. Sugam todinho o seu amor, sugam sua confiança, sugam sua tolerância, sugam sua fé, sugam seu tempo, sugam suas ilusões. Vampiros deixam você murchinha, chupam até a última gota. Um belo dia você descobre que nunca recebeu nada em troca, que amou pelos dois, que foi sempre um ombro amigo, que sempre esteve à disposição, e sofreu tão solitariamente que hoje se encontra aí, mais carniça do que carne. 

Esta é uma historinha de terror que se repete ano após ano, por séculos. Relações vampirescas: o morcegão surge com uma carinha de fome e cansaço, como se não tivesse dormido a noite toda, e você se oferece para uma conversa, um abraço, uma força. Aí ele se revitaliza e bate as asinhas. Acontece em São Paulo, Manaus, Recife, Florianópolis, em todo lugar, não só na Transilvânia. E ocorre também entre amigos, entre colegas de trabalho, entre familiares, não só nas relações de amor. 

Doe sangue para hospitais. Dê seu sangue por um projeto de vida, por um sonho. Mas não doe para aqueles que sempre, sempre, sempre vão lhe pedir mais e lhe retribuir jamais.

*Martha Medeiros é uma jornalista e escritora brasileira. É colunista do jornal Zero Hora de Porto Alegre, e de O Globo, do Rio de Janeiro.