20/08/2013

Pobres Palavras Não Ditas

Numa tarde que parecia sem fim
percebi que a noite ao momento de te encontrar forças teria
para manter o equilíbrio, na incerteza da vida
que se movimenta dentro de mim.

Uma impaciência que gera e passa de ti
para minha mente;
rir numa prematura certeza de que não saberia
o que fazer com tal aproximação.

Naquele lugar paramos e eu parei
não respirei
estava a inspirar e expirar sua presença.

Dormi, acordei e mais um dia surgiu
surgi mais uma vez
pessoal e mental
fluindo estaticamente.