22/12/2013

A Muda

Mudamos tanto com o passar dos dias e grandiosa é a vida, que nos coloca onde pertencemos diante do que somos. Não é a vida que nos olha diferente, este é o mundo, que é devasto como parte podre de uma bela fruta.
Uma semente precisa morrer para um dia frutificar ou dar sombra.

Triste mesmo é perder-se de si; não da pra achar-se na vida perdendo durante o caminho a si mesmo.

Vamos nos apresentar, vamos nos sentar e olhar nossas almas, vamos dividir o nosso melhor, multiplicar assim o nosso melhor, ao fim seremos diferentes, seremos mais fortes, seremos mais frágeis, seremos mais livres.

Certa vez fui questionado até quando prolongaria as situações em minha vida, não sabia responder e fui viver.. então quis prolongar a felicidade e não pude, quis prolongar o belo prazer e não pude, a cada nova situação frustrava-me.. logo parei e criei outro questionamento: que influência minha podia controlar o 'prolongar' das situações? muito, pouca ou nenhuma? não sabia; assim também comecei a tratar as ruins ou resultantes de tentativas de prolongar os bons momentos.

Não se pode controlar a vida, ela é divina, indomável, incompreensível e tantos outros adjetivos que justifiquem o que não se pode explicar.

Dias começam e terminam.. continue, tenha fé!