16/10/2014

A Cor Dos Sentidos

Entre as cores do mundo escolhi a cinza para dar o tom refinado, o tom certo aos olhos e a perfeita sutileza de fixarem o olhar que produzem pensamentos curtos.

Tentei traduzir minha alma algumas vezes e em todas elas existem partes que desconheço seu verdadeiro significado, talvez aprender sumério fosse mais fácil.

Insisti em entregar-te à imensidão do mar e ele devolvia-me a cada tentativa emitindo seu som, que chegava a mim com singela brisa dizendo que em si já carregava sua própria beleza e seus próprios temores.

Cheguei até o deserto, seus fragmentos ao vento não me deixavam ver, tinha a escolha de entrar de olhos fechados e enfrentar a solidão que em si a tinha encontrado.


“Mas não somos todos estrelas perdidas
Tentando iluminar o escuro?
Quem somos nós?
Apenas uma partícula de poeira dentro da galáxia
O que sou eu?” (Lost Stars – Adam Levine)

Foto: Olivier Valsecchi

Postar um comentário