31/10/2014

Dias Desconhecidos

Um dia minhas palavras livres como deveriam ser, atingirá seu peito em cheio, será um baque, um golpe nunca esperado.

Entre linhas e dias de páginas preenchidas com tanto para tão pouco dizer, era um eu te amo, era um pedido de carinho, era a vontade de carinhar; entre tamanho barulho na ponta da caneta era a simples expressão do nosso sentimento.

O tempo é e foi necessário, mas é um necessário que nos tira muitos momentos, muitos batimentos cardíacos, nos tira dias desconhecidos.

Essa semana vi no jornal as lágrimas de quem perdeu alguém que amava, pensei se alguém estaria chorando e triste por quem esta se perdendo enquanto permanece em pé, junto na mesa do café, trocando sorrisos (sorriso de socorro).

Tudo isso pra resumir o dia de hoje, acha que não? Ah.. me diz como foram todos os dias de abril de cinco anos atrás?.. de três?.. hum..

Um dia minhas palavras, livres.. iram transpassar você e o tempo e serão conhecedoras de nossos dias.


Postar um comentário